sexta-feira, 27 de maio de 2011

Ser ou não um Terapeuta?

A palavra Terapeuta (Thérapeuter) surgiu na Grácia Antiga do termo terapêutica (therapéuo) com o significado de cuidar : "eu cuido"!

Já naquela época o Terapeuta unia-se àqueles que sofriam e buscavam entender e enterpretar as dores e doenças dos pacientes. Com esses dados seguia a uma mobilização de seus conhecimentos, colocando várias ferramentas á disposição para cuidar, curar ou ao menos minimizar o sofrimento.

O interesse era pela totalidade do indivíduo: corpo, mente e espírito. Era uma postura de reverência e respeito diante da dor humana.

Hoje os profissionais da saúde também podem se tornar um Terapeuta, qualquer pessoa pode, desde que possua uma quantidade de amor muito grande em seu ser, pois somente é possível dar aquilo que temos.

É preciso saber os limites do amor e da fé com o da ganância e arrogância e segundo uma frase do Frei Prudente Neri:  "Quem faz a experiência do Amor sabe ter limites."

Busque sua lapidação, encontre seu melhor e faça sua parte no universo.

Caso não possa "cuidar", que saiba o valor do verbo "respeitar".

2 comentários:

  1. Amiga Viviane, o texto diz tudo! se não pode cuidar, aprenda há respeitar. bjs... tenha um bom fim de semana..

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso texto. Perfeito. Veja que ninguém pode dar o que não tem. É preciso ter amor para ser terapeuta e consciência holística do ser humano como um todo: corpo, mente e espírito. Beijos, amiga e tenha um ótimo domingo.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Muito Obrigada!!!