sexta-feira, 18 de março de 2011

Stress


Assim como a ansiedade e a depressão, o stress é um indicativo de que algo em sua vida não vai bem e é preciso agir para mudar esta realidade.

Mas para agir é necessário analisar os motivos que estão por trás dos sintomas.

Diante disso, o stress é o grau de importância que  se dá a algo ou alguém que exerce pressão interna ou externa sobre sua vida.

O nível de stress é medido pelo grau de valor emocional, também chamado de poder pessoal. E quando chega á altíssimos níveis, há grande atrito interno e rompe todo bom senso e discernimento imediato. Você simplesmente enlouquece!!! Isso traz desconforto emocional e social, pois cedeu todo seu poder pessoal.

Por conta do atual crescimento econômico, social e tecnológico desenfreado, o bem estar emocional, tende a comprometer-se, principalmente  no que se refere a competitividade, solidão, individualismo, questões de moradia, trânsito, enchentes, destruições do meio ambiente, barulhos excessivos, poluição visual, alimentação inadequada, principalmente por conta dos enlatados e com agrotóxicos, relacionamentos, entre outros.

Todas estas questões trazem á tona um desequilíbrio pessoal e com eles os seguintes sintomas: agitação, pouca ou nenhuma paciência, ansiedade, dúvidas, medos, perda de memória, cansaço físico e mental, falta de energia e ânimo e sonolência.

E para sanar toda problemática:

PARE  TUDO!!!

Se deseja um reequilíbrio em sua vida, então medite mais e se medique menos.

Analise seu estilo de vida, veja o grau emocional que está atribuindo ás questões que te deixam incomodado.

É preciso encarar o problema, agir e resolver.

Aceite sua história, sua condição, seu jeito com tranquilidade e caso esteja descontente com ela, MUDE!

Deixe um tempo na agenda para curtir, se divertir.

Escolha uma atividade física que lhe dê prazer em executar.

Caminhe ao ar livre, olhe para o alto, veja o céu...

Ouça músicas que te deixem de bem com a vida.

Não se esqueça do Sono Reparador, ele é essencial!!!

E Ame-se! Incondicionalmente!

Assim, para sair do campo de conflito,  ideal é acalmar a mente e os nervos, é refletir a respeito do assunto. Só o fato de localizar o motivo do conflito já é meio caminho andado. O restante é a ação. Agir a seu favor! Restabeleça seu equilíbrio.

Crie suas próprias referências, busque o que lhe dá prazer.

E ao localizar tudo isso, tenha coragem e ousadia para curtir sua vida e as pessoas que você ama.

Um comentário:

  1. Oi Vi,

    Obrigada pelo selinho. No final de semana venho pegar e postar com calma.

    A vida está uma correria!... Mas, é bom que fica animado!

    Bjs,

    Ka.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Muito Obrigada!!!