quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Profissões

PSICÓLOGOS, PSICANALISTAS

X

INSTRUTORES DE AUTOCONHECIMENTO

O mundo tem sofrido muitas mudanças, e devemos agradecer a liberdade de expressão adquirida na sociedade moderna.

Com tanta tecnologia e inovações, se faz necessário, profissionais qualificados para cada uma delas, e porque não existir um profissional especializado para auxiliar a busca do EU interior de cada indivíduo?

O que adianta dominarmos todas as tecnologias mais avançadas se não temos capacidade para compreender nós mesmos, nossos atos?

Diante disso, surge a necessidade de se ter um instrutor de autoconhecimento, que nada mais é que uma pessoa que executa esta busca tão brilhante.

Ocorre que eles já existem há muito tempo, sendo realizado por pessoas de boa fé, mas que até então não haviam uma técnica direcionada, e sim adotando de outras ciências ou terapias alternativas.

Então vamos a nossa questão... Psicólogos, psicanalistas e afins; e o Instrutor de Autoconhecimento possuem atividades similares à grosso modo, no entanto, em um olhar mais profundo veremos que são atividades completamente distintas, inclusive em suas metodologias e aplicações.

O psicólogo, por exemplo, é aquele indivíduo que domina a ciência que trata da mente, dos fenômenos e das atividades mentais, ainda, é a ciência do comportamento animal e humano em suas relações com o meio físico e social. Ciência esta que devemos respeitar.

No entanto, o Instrutor de Autoconhecimento ensina alguém a conhecer a si mesmo, e esta busca transcende as atividades da mente, fazendo com que o indivíduo tome consciência de que o seu SER e ESTAR, está além da mente e não nela propriamente dita.

A essência do indivíduo vai além de suas ações comportamentais ou reacionais, e isso é facilmente verificado em um momento de solidão longe dos padrões convencionais.

É uma arte que abrange uma infinidade de informações e metodologias, de caráter holístico, mas acima de tudo é ensinar, instruir e facilitar o autoconhecimento. Oferece estímulos de introspecção, com a finalidade de fazer com que o indivíduo tome as rédeas de sua própria vida, sendo capaz de gerenciar seus problemas e potencializar suas qualidades, além de manter um convívio mais harmônico consigo mesmo e com seu meio.

No que se refere à metodologia, faz-se uso de aconselhamentos e exercícios de percepção motora, sensorial e de consciência, estes últimos também considerados de meditação, pois são específicos para aquietar a mente; além de outras atividades naturais e corporais que estimule a consciência do indivíduo sobre si mesmo.

Métodos esses que podem ser individual ou em grupo; semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente, podendo ser presencial ou virtual (via web).

Ainda, a pessoa que busca por este serviço, deve ser maior de idade, possuir capacidade física com sanidade comprovada e evidente. E, caso a pessoa esteja sob cuidados médicos, este deve apresentar autorização médica.

Como dito acima, esta busca transcende a razão, e para auxiliar nesta arte pode-se fazer uso de conceitos de filosofias orientais e ocidentais, além de ter acesso a recentes descobertas científicas da vida humana.

Não há por parte do Instrutor de Autoconhecimento fazer papel de Juiz e sim direcionar, instruir o indivíduo.

Com esses dados, fica mais fácil visualizar a importância e o real valor do Terapeuta Holístico que se destina a ser um Instrutor na Busca do Autoconhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Muito Obrigada!!!